Resenha – Azul da Cor do Mar

mo

Título: Azul da Cor do Mar
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Páginas: 334

Booktrailer

Sinopse
ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez… A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa… E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.

Resenha
Rafaela via um garoto várias vezes em uma praia de Iriri, onde passava suas férias. O garoto usava uma mochila xadrez, e a última vez que Rafaela o viu foi quando ele estava sentado na areia, foi correndo para o mar e deixou uma carta lá dentro. A partir disso, Rafaela começou a escrever pequenos textos sobre o tal garoto, mesmo já estando na faculdade (a última vez que viu o garoto tinha uns 11 anos, agora 21). Sempre teve problemas em seus relacionamentos graças à sua obsessão pelo garoto, e procurava em todos os olhos azuis que via, seu garoto.
Rafaela faz faculdade de jornalismo na PUC em Belo Horizonte e conseguiu um estágio na Folha de Minas, onde teria que virar a sombra de Bernardo, o jornalista mais implicante que existe. O problema é que Bernardo não podia negar: a Rafa era boa no que fazia. E sendo seu ramo o jornalismo investigativo, se meteram em algumas roubadas e muitas aventuras juntos…
As atrapalhadas irão se identificar muito com a Rafa, que tropeça em todo canto, se bate…
Quando entrou no seu novo estágio, viu vários olhos azuis… será que algum deles era o do garoto? Ela até tentou a sorte com um mas… faltava algo.
Algo que ela podia encontrar no jornalista mesquinho com o qual passava boa parte do seu tempo trabalhando… só que, é claro, ela foi a última pessoa a perceber isso – coisa que QUALQUER UM podia dizer! E, nessa altura, Bernardo já tinha ficado com sua amiga. Mas em algumas situações, Bernardo baixava a guarda e se mostrava um pouco mais tolerante e amigável… senão até algo um pouco maior que isso…
É claro que no fim do livro descobrimos quem era o tal garoto ❤
E não dá vontade de largar o livro por um minuto, porque sempre tem algo interessante acontecendo, você sempre quer ter resposta pra alguma coisa… vale MUITO a pena!
A diagramação é super caprichada. Os livros tem detalhes lindos em cima de cada capítulo e alguns aleatórios.
mo-3

mo-4

 

mo-2

 

mo-5

Anúncios

4 thoughts on “Resenha – Azul da Cor do Mar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s