Resenha – O Segredo da Bastarda

segredo_bastarda
Título: O Segredo da Bastarda
Autora: Cristina Norton
Editora: Leya selo: Casa da Palavra
Páginas: 347
SINOPSE
Na ilha da Madeira, na segunda metade do século XIX, Eugênia Maria se desespera com o estado de saúde da sua filha Isabel. Aos quinze anos e vítima de tuberculose, a menina parece cada dia mais fraca e desacreditada pelos médicos. Para animá-la, a mãe resolve contar-lhe o segredo da própria paternidade, sobre o qual Isabel nunca deixara de fazer perguntas. Mas a história começa, naturalmente, muito antes, em 1775, quando nasceu a avó da garota, que foi aia da princesa Carlota Joaquina. Livro de estréia de Cristina Norton no Brasil, em O SEGREDO DA BASTARDA o leitor irá acompanhar a vida fascinante de Eugênia de Meneses, uma das netas do marquês de Marialva, educada no Brasil por uma mestra com idéias de independência e, mais tarde, dama da corte e aia da princesa prometida de Dom João VI.
RESENHA
Estranharam que não tem foto? hahaha. É que eu recebi em E-book da Leya =)
Eu estranhei um pouco ler em e-book. É como se minha atenção não fixasse tanto… mas também pode ter sido o livro.
É narrado em duas partes, um capítulo é narrado por Eugênia e outro é narrado pela sua madrinha, que era uma santa.
Mostra brevemente o nascimento de Eugênia, que tinha vários irmãos, e depois já passa para Eugênia contando a história para sua filha, Isabel, para tentar animá-la, sobre sua verdadeira paternidade (que seria, esse, O Segredo da Bastarda).
Eugênia é de Portugal mas morou alguns anos no Brasil. É um livro fictício porem conta com personagens reais também.
Ela jurara que nunca iria casar, porém mudou de idéia quando conheceu um escritor inglês, chamado William. Porém, seu pai não autorizou o casamento (ai ai… não me conformo com costumes antigos!).
Depois disso, Carlota se casou com o príncipe Dom João VI, e Eugênia virou sua dama de companhia. O problema é que, naquela época, ela era submissa aos seus empregadores, e, assim, caiu nos braços de Dom João VI, traindo o escritor inglês. Achou ruim a vida dela até aí? Piora. Graças a isso, ela foi banida da Corte de Portugal e foi proibida de ver e falar com seus familiares, sendo levada pra longe. Não tem um final maravilhoso, como vocês podem imaginar, mas é legal notar como que, apesar de todos os problemas, Eugênia não desistiu de criar sua filha – até mesmo depois que Isabel ficara doente.
É uma leitura leve e os capítulos são curtos, o que torna mais fácil de ler – mas lembrem-se que é romance histórico, portanto sempre tem o texto um pouco mais elaborado. Sou grande fã de romances históricos, porém, esse não me cativou. Ah, e o livro mostra bastante da cultura portuguesa antigamente, de forma mais aprofundada e próxima do que os livros de história que você tinha na escola ensinavam, com uma grande riqueza de detalhes. =)
Anúncios

2 thoughts on “Resenha – O Segredo da Bastarda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s